Como escrever um livro de sucesso?

Como escrever um livro de sucesso?

Como escrever um livro – O início

Como escrever um livro de sucesso  te ensina todos os estilos de uma obra de sucesso: Romance, Cristão, Não-Ficção e outros, e verá passo a passo tudo o que precisa para que tenha já em seu início, um livro arrebatador e que prenda a atenção do seu leitor!

Quer saber o básico? Então compre um caderno. Ou vários.

como escrever um livro

como escrever um livro

Enquanto você pode querer escrever o seu romance diretamente em um computador, nem sempre é possível estar perto de um quando a inspiração chega. Assim, é melhor ter um bom lápis e papel à moda antiga, não importa onde você está. Além disso, muitos escritores fazem a conexão da sua inspiração somente com caneta e papel.

  • Um caderno de capa de couro é muito resistente, enquanto um caderno de espiral, embora não tão resistente, é fácil de manter aberto e folhear, mas o melhor de tudo é poder arrancar as páginas que você não gostou e jogá-las no lixo!

Outra coisa bacana de como escrever um livro é que você pode criar desenhos, esboços, caricaturas, tudo que precisa para depois lembrar e colocar em produção.

Olá, você está gostando do post?

Se possível, faça seus comentários abaixo, será um prazer te ouvir!

> Clique aqui para fazer orçamento e publicar sua obra <

Colocar o seu pensamento sobre a capa

Agora que você tem o seu caderno, é hora de esmagar o bicho-papão tradicional de todos os escritores sobre como escrever um livro : a primeira página vazia. Use aquelas primeiras páginas para escrever ideias e histórias, se possível um título longo na capa. Em seguida, mostre as suas ideias para alguém te dar um feedback.

  • Criar a visão geral de sua história; incluindo um esboço, notas sobre caracteres (possíveis nomes, descrições, “backstories”, etc ), lugares – todas as pequenas coisas que entram em uma história maior. Existem várias vantagens para esta abordagem visão geral, incluindo:
  • Resultado de imagem para backstories

    • Isso vai te dar novas ideias para a sua história de  como escrever um livro.

Nada vai para o lixo. Você pode descrever um personagem , por exemplo, que nunca aparece na história diretamente, mas que influencia outro personagem.

  • Configure uma tabela ou gráfico e anote todos os personagens que têm um significado especial na história. Use o seu caderno para escrever muito sobre eles, sempre. Procure criar um cenário para cada um deles. Isso ajuda você a visualizar e pensar sobre eles e até mesmo aprender sobre o seu próprio personagem neste processo de  como escrever um livro.

O começo da história sobre como escrever um livro

O começo da história sobre como escrever um livro é muitas vezes a parte mais difícil. A melhor coisa a fazer é começar o mais amplamente possível. Digamos, por exemplo, que você queira escrever um romance de mistério, e você é um fã da Segunda Guerra Mundial, sendo assim, escreva isso: Mistério, a Segunda Guerra Mundial. A beleza disto é que ambas as categorias são muito amplas, mas o fato de colocá-las juntas, instantaneamente irá reduzir o campo de possibilidades. Agora você tem, pelo menos, um período de tempo e um foco.

Algo misterioso aconteceu durante a Segunda Guerra Mundial. Tente concentrar-se um pouco mais.

  • O começo da história é pessoal ou é arrebatadora? A Segunda Guerra Mundial foi certamente ambos. Por uma questão de exemplo, digamos que é pessoal e é a história de um soldado – Lembra do Soldado Ryan?
  • Quando a história acontece? A se perguntar como escrever um livro, este item é um desses pontos de decisão que devem aparecer em sua mente rapidamente. Dizer o que realmente acontece agora neste tempo irá levar você à próxima pergunta: “Como é o meu agora? Como é e o que existia nesta época?”.

    Olá, você está gostando do post?

    Se possível, faça seus comentários abaixo, será um prazer te ouvir!

    > Clique aqui para fazer orçamento e publicar sua obra <

  • Agora você tem várias questões-chaves respondidas, mas falta algo sobre como escrever um livro: quem é o seu herói ou sua heroína? Ela será uma pessoa desaparecida durante a guerra ou será uma pessoa que irá procurar algo ou alguém durante a guerra? Você não sabe “o porquê,” ainda neste ponto, pois essa é uma das coisas que você deve descobrir. Como? Novamente, isso deve ser descoberto através de perguntas a si mesmo.

Desenvolver seus personagens

Comece com o óbvio ao se deparar como escrever um livro. Neste caso, você já criou personagens como o herói ou heroína e também algum ajudante para balancear as personalidades. Você pode determinar características de ambos simplesmente pela configuração, e expandir seus personagens no processo. O ajudante, se idoso, provavelmente teria sido casado, separado ou viúdo. Há uma geração entre o idoso e personagem principal, sendo assim, o relacionamento poderá ser de pai e filho(a) ou de avô. Viu como é fácil?

  • Continue ao longo da história desta forma, estendendo-se de um personagem para todos os outros que eles possam interagir. Em pouco tempo, é possível que você venha ter muitos personagens e interações. Isso é bom, especialmente em um mistério.
  • No processo de desenvolvimento de seus personagens, você provavelmente vai se perguntar a mesma coisa que seus leitores irão se perguntar: o que acontece depois? Use essas perguntas para desenvolver a história. Veja alguns exemplos mais claros:
    • Os eventos ocorrem no tempo “de hoje”, e também durante a Segunda Guerra Mundial?
    • Para adicionar alguma ação para o mistério, o herói deve fazer algo simples até ser “chamado” ou “provocado” para buscar e solucionar o mistério.
    • Onde está o ajudante em tudo isso?
  • Editar impiedosamente. Se você perceber que o seu enredo vai a lugar nenhum, e nada que possa fazer irá ajudá-lo, então é necessário decidir entre voltar até o ponto onde ainda a história fazia sentido ou jogar toda sua história fora. Às vezes, a história tem outras idéias onde ela mesma deseja ir. Onde quer que esteja no processo, a “inspiração” pode acenar-lhe em outro lugar de como escrever um livro

Olá, você está gostando do post?

Se possível, faça seus comentários abaixo, será um prazer te ouvir!

> Clique aqui para fazer orçamento e publicar sua obra <

Como escrever um romance

Resultado de imagem para escrever um romanceEscreva o nome de cada capítulo do seu livro e decida o que você vai colocar nele, dessa forma você sempre saberá onde você está indo com a história. Escrever sobre seus personagens no início, também, pode ser útil na estrada.

Conhecer os elementos de um bom romance. Se você quer ser um escritor de sucesso e saber como escrever um livro, pense duas vezes sobre a tomada de escrita criativa como um curso na faculdade (a menos que você já tenha feito isso). Você tem que saber ler com discernimento e um olhar crítico antes de escrever qualquer coisa. Estrutura da frase, a distinção de caráter, formação de enredo e desenvolvimento do caráter de personalidade.

Configuração

A definição de um livro é o tempo, lugar e circunstâncias em que a história se passa. Como um pintor pode fazer, você cria uma imagem na mente do seu leitor através da pintura em torno do assunto.

  • Por exemplo: Maria desceu a encosta íngreme em torno do castelo. Antes que ela pudesse ir muito longe, uma das empregadas domésticas de seu pai a parou e disse: “King Ferdinand gostaria de vê-lo.” Isto sugere que Maria, possivelmente, uma jovem, vive em terras do castelo. Isso daria as pistas leitor que o livro pode ter lugar nos tempos medievais. Maria também é um nome latino, o que poderia sugerir onde ela vive, e “King Ferdinand” é uma pista gigante! Na verdade, a esposa do rei Ferdinand-Isabel de Castela-aprovado e financiado a viagem de Cristóvão Colombo ao Novo Mundo em cerca de AD 1492, pelo que esta história, provavelmente, ocorre em torno desse tempo.

Personagens. Cada história tem personagens principais e secundárias. É importante que você faça o seu interessante e apresentá-los adequadamente.

  • Existem vários tipos de caracteres em livros. O protagonista é geralmente um personagem principal e que o livro segue. Para cada protagonista, geralmente há um antagonista , o personagem que fornece o atrito que uma história precisa para continuar. Os vilões nos livros são geralmente antagonistas, mas nem sempre.
  • Tenha isso em mente: muitas vezes, vilão de um homem é o herói de outro homem. Independentemente das funções que desempenham, estes tipos de caracteres são importantes para tornar a sua história de sucesso.

O conflito

Um conflito é um grande problema que enfrenta um caractere/personagem, geralmente a razão para a história existir em primeiro lugar.

Olá, você está gostando do post?

Se possível, faça seus comentários abaixo, será um prazer te ouvir!

> Clique aqui para fazer orçamento e publicar sua obra <

O auge. O clímax é o ponto de maior tensão no livro, o ponto onde o leitor é realmente segurando a respiração.

A resolução. O clímax é longo, o problema foi resolvido, e quaisquer pontas soltas foram amarrados. Nota: se você pretende fazer uma sequência, deixe pelo menos uma ou duas pontas soltas por resolver.

Resultado de imagem para escrever um romance

Detalhes são algumas das coisas mais importantes para escrever em um livro. Em vez de apenas dizer. “O céu estava azul”, dizem que tipo de tom de azul é, como “O céu era de um tom claro de índigo.” Ele pode realmente aumentar o nível de interesse de sua história. Mas não exagere. Um mau exemplo seria: “O céu era de um tom claro de índigo, que desencadeou o ônix profundo queimado das areias”.

Escreva o seu enredo

Isto lhe dará um ponto de partida para ancorar a sua história. Nada extravagante, apenas uma ideia geral do que se passa. Vai ser incrível como a sua percepção do livro pode ter mudada. Você pode mudar o seu livro para coincidir com a trama original ou desfazer a trama e ir com o que você escreveu. Você pode até mesmo integrar e misturar os dois – o que quiser. Lembre-se que este este livro é seu!
Começar a escrever! Esta é a melhor parte. Se você está tendo problemas na partida, pule para o conflito da história, e comece de lá. Uma vez que você se sentir confortável com a sua escrita, você pode adicionar a configuração. Você provavelmente vai mudar um monte de coisas na história, porque a grande coisa sobre a escrita de um livro é que você pode deixar sua imaginação correr solta. A única coisa que você tem que lembrar é que você tem que apreciar o processo, ou o seu livro provavelmente vai acabar em um recipiente cilíndrico de metal salpicado de oxidação cor de tijolo profundo e descamação cacos de pigmento látex turquesa (ou seja, uma lata de lixo velho e enferrujado ).
Lembre-se que o seu caderno só deve ser usado para o planejamento! É melhor digitar a sua história para que você pode criar várias cópias do mesmo, facilmente remover erros, e lançá-lo para as editoras.

Como escrever um livro não-ficção

Escolha algo que você sabe, ou quer saber-sobre um determinado assunto. Seu livro de não-ficção pode ser uma informação sobre um lugar onde o leitor pode estar de férias, ou informações sobre um lugar em geral. Pode ser sobre a sociedade de hoje, ou um líder ou pessoa de interesse contemporâneo ou histórico. A única ressalva para a verdadeira não-ficção é que seja factual, isto é, que seja REALIDADE!

Lembre-se como foram as linhas do livro eternizado de Euclides da Cunha: Os Sertões!

Resultado de imagem para escrever um romance

Pesquisa. Tanto quanto se saiba sobre como escrever um livro , cada perito tem pelo menos uma coisa nova para aprender! Você nunca pode saber muito sobre um assunto. Se você está tendo problemas ou se atingir um obstáculo, tente estas coisas:

  • Fique online. Siga não apenas os principais artigos, mas os artigos referenciados sobre o assunto que deseja pesquisar. Deixe perguntas nos fóruns e outros lugares no caso de alguém poder ajudá-lo a resolvê-los.
  • Ler outro livro de não-ficção, ou relacionados ao seu assunto. O autor pode ver as coisas de uma perspectiva diferente, e pode ter algumas informações que você não estava ciente!
  • Pergunte a um especialista. Procure poupar seu tempo e pesquisa com um especialista do assunto desejado, algo que pode ser único e interessante para sua obra.
  • Leia uma enciclopédia. Sim, é um trabalho chato, mas alguém tem de fazê-lo.

Formatar seu livro. Os livros que não são publicados são os que estão mal organizados.

Adicionar detalhes que nos fazem sonhar. Ninguém quer ler um livro chato! Bons livros são enriquecidos com detalhes e cores.

Como escrever um livro Cristão

Resultado de imagem para livros cristãosPuxa, este tema é realmente muito complicado, até mesmo para os que são cristãos, não importa se for pastor, sacerdote, padre, freira, reverendo, seminarista ou apóstolo. E por que eu digo isso? Porque definitivamente a bíblia oferece várias interpretações para a mesma história, versículo ou capítulo, e dependendo da linha que se escolhe, pode ajudar muito uma pessoa, ou pode confundir muito sua cabeça e até afastá-la de sua fé.

Também é importante e imprescindível que o cristão entenda que o que escreve deve ser inspirado pelo seu Deus.

Inspiração: Entre os cristãos, um ponto é acordado entre todos: a Bíblia é um livro de homens que foram inspirados por Deus!

Isto é, ao escrever um livro cristão, sem dúvida alguma o cristão entende como sendo inspirado por Deus, e por isso deve estar com a sua mente aberta e entender o que Deus quer falar através dele.

Amor

Em 1 Coríntios, capítulo 16, versículo 14 (Em bíblia evangélica e católica), Deus diz através de Paulo: “Façam tudo Resultado de imagem para padre livrocom amor!”.

Lembrando também que este é o maior de todos os mandamentos, faça então por amor as pessoas, e não para criticá-las. Faça para exortar, mas com carinho, tratando o seu leitor diferente do que talvez a sua vida tão dura já o trata, consegue entender desta forma? Cuide do seu leitor para que ele possa seguir o seu caminho, e o amor é a melhor forma de ter seus seguidores.

Já vi algumas pessoas que gostam de pregar “dando no dedo” dentro das feridas, mas Jesus, apesar de alguns momentos de sua jornada fazer isso, os que se chegavam à Ele era muito bem tratado, atendido e curado, sendo assim, trate o seu leitor da mesmo forma que Cristo o trataria.

Olá, você está gostando do post?

Se possível, faça seus comentários abaixo, será um prazer te ouvir!

> Clique aqui para fazer orçamento e publicar sua obra <

O que você deve trazer no livro

Os escritores devem ter um coração puro (Tiago 3: 8-11). Com humildade, graciosidade e sensibilidade espiritual, você pode criar algo que pode alterar o pensamento e o comportamento de um leitor, como já disse acima.

Você também precisa de uma mente focada (Salmo 1: 1-3; 73:28).

Você deve ter um desejo ardente. Peça a orientação de Deus para escrever as palavras certas a alguém que pode estar lendo sua obra publicada mesmo até um ano ou vários anos depois de escrevê-lo.

Fale para hoje e para o futuro.Deus é o Alfa, mas Ele também é o Omega. Ele sabe o que dói e precisam as pessoas no futuro, e Ele pode usar você para preparar materiais hoje para ajudar as pessoas em tempos difíceis amanhã.

Você não vai ficar rico escrevendo

Na verdade, você pode ter que escrever meia dúzia de livros para ganhar mais de R$ 500,00. É por isso que é importante escrevê-los em lotes para fazer valer a pena o seu tempo, não que você esteja fazendo isso apenas pelo dinheiro.

Você pode revisar e revender seus livros como devocionais de rádio, igrejas, sites etc. e até ser remunerado para isso. Além disso, você pode fazer uma pregação ou estudo bíblico e levar seus livros para serem vendidos lá.Isso é muito comum e eu mesmo vi cantores famosos como Asaph Borba fazendo desta forma, é muito bom e não tem problema alguma em fazer isso, não será um mercenário por isso, fique tranquilo, mas obviamente, cobre valores justos pelo livro.

Mas além do pagamento, você pode também apreciar a gratificação profunda dos leitores que dizem que as suas palavras mudaram suas vidas, salvaram seus filhos, casamentos, impediram suicídios e outras incontáveis bençãos.

Olá, você está gostando do post?

Se possível, faça seus comentários abaixo, será um prazer te ouvir!

> Clique aqui para fazer orçamento e publicar sua obra <

O que buscam os leitores cristãos

Imagem relacionadaAs pessoas se voltam para os livros cristãos para atender às necessidades profundas. Alguns perderam amizades, foram divorciados, sofreram de críticas, traição, ou a morte de um ente querido. Eles precisam do conforto de Deus.

Outros buscam intimidade com Deus. Suas vidas de oração são frouxas, seus testemunhos fracos, e sua participação na igreja é esporádica. Eles precisam encontrar o caminho de volta para Jesus.

Alguns apenas querem crescer espiritualmente ou descobrir uma maneira melhor de compartilhar sua fé:

  • Uma mãe atormentada pode ler um pouco antes de dormir.
  • Um professor ocupado pode ler um durante o almoço.
  • Um executivo pode ler um durante o café da manhã.

O Método de Escrita

Quando você resolver, por exemplo, que uma passagem da Escritura será o seu texto âncora, você deverá lê-lo em diferentes traduções. Ore e medite sobre ele até que você esteja certo de que você compreende completamente o versículo no contexto.

Escreva de forma atual, sem quaisquer palavras difíceis ou complexas, pelo contrário, siga o método de Jesus, oferecendo uma ilustração que o leitor de hoje pode se relacionar. Vincule desafios modernos e perguntas a soluções antigas da Palavra de Deus – e faça as conexões óbvias e lógicas.

Mais dicas:

  • Gancho.Um excelente liderança e uma anedota convincente vai agarrar e prender (gancho) a atenção do leitor.
  • Livro.apontá-los para a sabedoria da Bíblia (livro).
  • Olhar.Oferecer alguma forma única de ver (olhar) como a Bíblia se refere às suas necessidades.
  • Valor.Finalmente, fornecer valor ao que está sendo escrito. O que pode ser feito com o que se lê? Como aplicar?

Analise a sua Bíblia para entender o que ela diz sobre Deus, sobre os outros, sobre você.

Olá, você está gostando do post?

Se possível, faça seus comentários abaixo, será um prazer te ouvir!

> Clique aqui para fazer orçamento e publicar sua obra <

Exemplos maravilhosos que constroem

  • Lembre das promessas de Deus, como: “Eduque seu filho no caminho que deve seguir, e quando ele for velho ele não se apartará dele”
  • Emita orientações diretas, como, “Você não deve roubar”
  • Estabeleça princípios, como, “O que as pessoas semearem será o que eles também colherão”
  • Ofereça exemplos, como quando Jesus disse: “Siga-me”
  • Orações atuais, como A Oração do Pai Nosso
  • Proporcionar encorajamento, como: “Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra”

Resultado de imagem para livros cristãosDepois de descobrir o verdadeiro significado e função de uma passagem, você saberá como ajudar seus leitores a se relacionarem com ela e como escrever um livro cristão.

Dizem-nos que toda a Escritura é proveitosa, então explique como essa passagem beneficiará seu leitor. Mas lembre-se, você não está escrevendo uma lição bíblica, uma lição de história, ou uma palestra. Ofereça uma história ou parábola que aplique a passagem ao seu leitor.

Como você mantém seu livro atual? Pergunte a si mesmo:

  • Quais são os problemas que afetam as famílias?
  • Como as atitudes mudam?
  • De que forma os valores estão mudando?
  • Como é um local de trabalho diferente?
  • Que preocupações nacionais e globais fazem as pessoas ansiosas?

Leia jornais, blogs e revistas. Ouça as notícias. Encontre uma questão contemporânea e desenhe um paralelo bíblico.

  • Crianças em fuga? Olhe para o filho pródigo.
  • Crianças rebeldes? Caim e Abel.
  • Adultério e divórcio? Oséias e Gomer.
  • Mulheres estéreis? Sarah, Ana
  • Ministrando a prisioneiros? José, Pedro e Paulo.

Qualquer problema moderno tem uma história paralela, lição, julgamento ou predição nas Escrituras.

 Alguns métodos básicos

O auto-exame

Use experiências pessoais e use parábolas para ensinar lições valiosas. Muitas vezes tais histórias começam com:

  • “Quando eu estava no ensino médio …”
  • “Quando eu estava pescando sozinho uma manhã …”
  • “Durante meu primeiro ano no acampamento ….”

Observadores Externos

Aqui está contando o que aconteceu a outra pessoa. Nomes reais podem ser usados ​​com permissão, ou alterados, contanto que a história seja verdadeira.

  • “Quando minha bisavó chegou pela primeira vez à América …”
  • “Meu melhor amigo tinha acabado de obter sua carteira de motorista …”

Você interage com outras pessoas

Informe sobre algo que você aprendeu de um amigo, colega de trabalho ou membro da família. Comece com uma frase como:

“Meu filho me ensinou uma lição um dia quando eu o estava levando para a escola …”

“Meu amigo sempre poderia me fazer rir …”

“Um dia, meu professor de história da faculdade estava explicando …”.

Olá, você está gostando do post?

Se possível, faça seus comentários abaixo, será um prazer te ouvir!

> Clique aqui para fazer orçamento e publicar sua obra <

Tópicos de ideias para inserir em seus livros

  • Uma experiência triste ou engraçada que você teve no ano passado
  • Coisas que você aprendeu durante uma viagem
  • Desafiando relacionamentos com pessoas no trabalho, em casa ou na escola
  • Algo que você é um especialista
  • Um artigo em um jornal ou revista que te fascinou
  • Um editorial ou coluna que você discordou
  • Uma experiência incomum ou um novo desafio que você enfrentou recentemente
  • Um parecer baseado em anos de experiência
  • Algo surpreendente ou perspicaz que você aprendeu recentemente com a TV ou um livro
  • Uma nova perspectiva que você ganhou de um sermão
  • Um evento que restaurou sua fé na humanidade
  • Um poema ou uma canção que vem vindo à mente
  • Trabalho voluntário que o ajudou a ver o sofrimento dos outros
  • A doença ou o acidente de um amigo que o alarmou

Evitando pontos cegos

Embora certas publicações usem livros voltados para adolescentes, tenha em mente que mulheres e homens que trabalham ou idosos, isto é, a maioria dos textos que você vai escrever, será lido por um amplo grupo de cristão. Portanto, tenha em mente e escreva para:

  • As pessoas vivem em muitas condições financeiras e sociais diferentes.
  • As crenças distintivas de muitas denominações e tradições teológicas. Entenda que elas são igualmente preciosas para as pessoas e devem ser respeitadas.
  • Alguns leitores têm educação limitada. Portanto, mantenha as coisas simples, mas não seja condescendente.
  • Evite temas como o batismo infantil, a ordenação feminina ou o falar em línguas, deixando isso para a visão religiosa de seus membros, a não ser que esteja escrevendo para uma denominação específica.

Finalizando

Como escrever um livro cristão? Ao escrever um livro cristão, tenha em mente que tudo deve levar ao Cristo, e não à você e sua denominação, e vou mais além, o livro também deve levar o Cristo às pessoas, e somente desta forma terá um sentido naquilo que realmente escreve, e terá cumprido seu papel também naquilo que acredita dentro da sua fé.


Como escrever um livro de terror / horror

Primeiro: como escrever um livro? Você precisa saber o que você está contando de história, e que não vai ser só do tio que “as pessoas morrem”.

Credibilidade.Como os livros de terror envolvem personagens que se colocam em perigo, é importante que haja uma razão para o público acreditar que eles realmente estão em perigo,  que eles não estão apenas fazendo isso porque o horror precisa que seja feito assim, isto é, deve haver uma cena comum da rotina do leitor, que depois então se desenvolve numa situação inesperada de terror.

Não perca a linha da realidade.Com os personagens, mesmo que você tenha uma situação sobrenatural, louca, deve-se querer que todos se comportem realisticamente dentro desse contexto de exceção. Então, mesmo que não haja um surto de zumbis, porque os zumbis não são reais, você tem que pensar, se houvesse, como as pessoas reagiriam?

Olá, você está gostando do post?

Se possível, faça seus comentários abaixo, será um prazer te ouvir!

> Clique aqui para fazer orçamento e publicar sua obra <

Identificação

Pode ser de amor e ódio por TODOS os personagens. Os personagens devem ser o tipo de pessoas que os leitores se identificam, os quais poderá se “relacionar” e torcer para que escape das “forças do mal”. Não é que todos os personagens tenham que ser lindos, fortes e cheios de sucesso, mas o leitor tem que entender por que eles estão fazendo o que estão fazendo, e assim saberá como escrever um livro mais coeso.

  • E mesmo que sejam horríveis, você tem que trabalhar os personagens para que eles, de alguma forma, chame a atenção do público, ainda que seja um dos vilões da história. O leitor poderá até dizer: “Eu não gosto deles, mas estou entretido lendo a sua história, então eu não quero que eles morram agora para que eu possa ler o que acontece no final.”
  • No entanto, cuide para que todo mundo não seja terrível, senão seu leitores também irá dizer:  ‘Eu odeio essas pessoas, quero que elas morram, quando é que vai acontecer por favor?’ E então isso não se torna nada assustador, a não ser para você, querido escritor.

Obtenha seu antagonista direito

Uma vez que você tem seus personagens classificados, é hora de pensar sobre o vilão. As possibilidades são basicamente infinitas – vampiros, lobisomens, múmias, fantasmas, assassinos enlouquecidos, zumbis, criaturas do espaço! – mas escolher o bandido certo para a história que você está tentando mostrar pode ser a chave de um grande livro de terror / horror. Se você está tentando escrever um script e algo não está funcionando, pode ser que você tenha o monstro errado.

Construir sobre a mitologia existente pode ser útil, claro, porque o público já sabe o que esperar. Mas fazer novos monstros também pode funcionar.


Não dê muita informação ao público

“Mostre, não conte!” Provavelmente este seja o truque mais antigo do livro de terror.

Quase sempre se torna decepcionante para o leitor quando ele precisa parar com sua imaginação e o livro se torna tudo “claro” e apenas uma leitura qualquer. Surpreenda o seu leitor, deixe ele imaginar que o problema é um, quando na verdade é outro. Crie pistas verdadeiras, mas dê ênfase também  em pistas falsas, e desta forma o leitor se prenderá totalmente numa viagem onde poderia decifrar o horror, mas não conseguiu até chegar ao seu final.

Nunca subestime o leitor. Os bons autores de livros de horror descobriram que quando se tiram pedaços do livros onde se explicava o que estava acontecendo, não só o livro deixava de ser chato, como as pessoas ainda conseguiam descobrir o estava acontecendo, e mais ainda, os leitores podiam ver que eles tinham chegado a essas conclusões por si mesmos, e eles realmente compraram a briga pelo autor e personagens.

Olá, você está gostando do post?

Se possível, faça seus comentários abaixo, será um prazer te ouvir!

> Clique aqui para fazer orçamento e publicar sua obra <

Assista filmes de terror

Esta é provavelmente a dica mais divertida nesta lista: se você quiser escrever livros de terror, tente ler alguns. Você não necessita necessariamente ser um perito, e seu livro não necessita ser carregado com referências aos livros antigos e clássico – isso é um pouco fora de moda agora – mas definitivamente não machuca estar familiarizado com o gênero.

Pense sobre o que realmente assusta você. Finalmente, a maioria dos escritores trabalham de uma forma não autobiográfica, necessariamente, mas usando experiências pessoais e perspectivas pode ajudar a fazer uma história ser algo real, ao invés de genérico.

Imagine uma escritora realmente grávida escrevendo sobre uma heroína de livro de terror! Isso com toda certeza traria uma realidade assustadora até mesmo para a autora, agora imagine ter na capa a sua foto grávida, o que torna ainda mais assustador e perturbador para os leitores: “Puxa, será que isso ocorreu realmente ou não com ela???”

Olá, você está gostando do post?

Se possível, faça seus comentários abaixo, será um prazer te ouvir!

> Clique aqui para fazer orçamento e publicar sua obra <


Como escrever um livro de ficção

*** Quero fazer uma observação muito clara neste ponto sobre como escrever um livro de ficção. Já vimos sobre personagens fictícios, monstros, romances e tantos outros itens. De posso disso, repetir vários itens sobre ficção espacial, policial e outros, poderá ser muito enfadonho e maçante para você, sendo assim, por já termos vários itens neste curso, abaixo você verá algo mais simples sobre ficção, até mesmo porque nesta altura, você já deve estar craque em escrever, não é mesmo?

Sempre que se pensa em ficção, se pensa um pouco sobre “O Mágico de Oz”, onde a guarda do palácio nega acesso ao Mágico para Dorothy e amigos. “O Mágico diz: ‘Vá embora!'”

Sendo assim, o grande segredo para o público leitor de ficção é revelado, e muito simples: Você não tem que fazer nada além de contar uma história fabulosa para fazê-los te amar.

Como escrever um livro? Parece fácil dizer, não é mesmo? Assim como escrever sobre terror, é preciso gostar do gênero e além de ser técnico, tentar entender o que chamará a atenção do seu público.

Aqui estão maneiras autores bem sucedidos fazer suas histórias explodir com autoridade. Por ser uma linguagem mais simples (acredite, pois tudo é ficção), estas técnicas trabalharão em qualquer tipo da ficção: literário, romance, mistério etc. Além do mais, você pode implementá-las, não importa onde você está em seu processo de escrita, do primeiro rascunho para o ponto final.

Vá além dos cinco sentidos

A maioria dos escritores sabe o suficiente para transmitir sensações além da vista e do que se ouve. É sempre ótimo ler sobre um personagem que simplesmente encosta seu dedo num trilho de trem e depois diz há quanto tempo o trem passou, não é mesmo? E isso é totalmente possível, pois é ficção.

Olá, você está gostando do post?

Se possível, faça seus comentários abaixo, será um prazer te ouvir!

> Clique aqui para fazer orçamento e publicar sua obra <

Abrace idiossincrasias

Resultado de imagem para o código da vinciAs pessoas se comportam racionalmente apenas uma parte do tempo, e o resto do tempo tomamos riscos estúpidos e fazemos outras coisas que não podemos explicar.

Aqui está a chave: estranheza humana segue padrões que todos podem se identificar (ou pelo menos entender).

Uma das maiores é que o amor – ou o sexo, pelo menos – torna as pessoas irracionais. Na ficção, Spock deixa de lado sua racionalidade e se apaixona. O Batman tem conflitos internos enormes por causa da morte dos pais, e isso faz com que mesmo sendo super, se identifique com o leitor em alguns momentos.

O que mostra que, se você incorporar um fator de motivação forte – até mesmo irracional -, você pode facilmente estabelecer uma razão plausível para ações erráticas por parte de seus personagens. E esses personagens são muito mais interessantes de ler do que aqueles que sempre se comportam racionalmente.

A estranheza de um personagem pode manter seus leitores adivinhando todo o caminho. Pode mantê-los compelidos, enquanto tentam compreender e girar teorias. Ou eles podem nem sequer notar – mas eles vão ter a sensação de que por alguma razão difícil de identificar, esse personagem se parece genuíno.

Olá, você está gostando do post?

Se possível, faça seus comentários abaixo, será um prazer te ouvir!

> Clique aqui para fazer orçamento e publicar sua obra <

Seja fiel ao seu QI

Aqui está a chave: Não subestime seus leitores. Se eles gostam de ler os tipos de livros que você gosta de escrever, eles estão no mesmo nível intelectual que você está. E considerar isto ao contrário pode ser duplamente desastroso, porque se você fizer, o seu público não poderá se relacionar com sua obra.

Use o seu melhor material apenas quando ele tem um propósito

Os leitores têm um sexto sentido quando se trata de novelas de “cozinha”. Você sabe do que estou falando: romances que contêm uma versão ficcional de cada coisa legal, incomum ou incrível que já aconteceu com o autor.

Aqui está a chave: Coloque o seu melhor material, mas deixe a pia da cozinha na cozinha, isto é, não enrole que coisas “legais” demais para o momento.

Tenha em mente que quando você tentar lançar algo incrível que a história realmente não exige, vá em frente e escreva, mas durante as revisões retire-a e salve-a…não combina com o momento mais leve do livro.

Olá, você está gostando do post?

Se possível, faça seus comentários abaixo, será um prazer te ouvir!

> Clique aqui para fazer orçamento e publicar sua obra <

Faça-os rir com inteligência

Você sorriu ou riu naquela última linha sobre o livro que gostou? O que os leitores adoram acima de tudo é a inteligência. Note que a sagacidade não é exatamente humor: Podemos rir lendo uma cena em que uma pessoa má recebe uma torta no rosto, mas isso é humor e não precisa de inteligência para perceber que e humor. Sagacidade e riso é mais uma coisa de cérebro.

Aqui está a chave: Nós rimos quando temos uma perspectiva que nunca teríamos sonhado. Nós rimos quando podemos ver o absurdo que os outros não podem. Nós rimos quando ficamos surpresos, e quando somos pegos desprevenidos.

Faça-os chorar

Lotes de livros fazem os leitores rir e lotes fazem os leitores chorar, mas quando os leitores podem rir e chorar ao ler o mesmo livro, eles se lembram dele.

O que faz as pessoas chorarem? Eu não estou falando de cães amados que morrem. O que eu quero dizer é: qual é o Resultado de imagem para livro de romancemecanismo pelo qual os leitores se superam com emoção? Será que um concurso onde a heroína fica em segundo lugar fará o leitor chorar? Será que o namorado com câncer poderá fazer seu público chorar?

Deixe a emoção construir a partir de uma única semente. Eu poderia acrescentar que o cataclismo no final é bom, mas você não precisa dele.

Vamos dizer que você quer quebrar o coração de um personagem. Vamos dizer que o personagem é um grande herói ou é invencível: Como torná-lo vulnerável?

Bem, crianças e românticos são os mais vulneráveis ​​entre nós, não são? Quem sabe colocar algo da existência, algo trágico, mas comum em nossos dias. Tenha uma identificação com o dia a dia dos seus leitores e saberá como escrever um livro nesta área.

Finalizando

Puxa, talvez você esteja se perguntando sobre muitos outros itens, mas falamos sobre muita coisa até aqui que não gostaríamos de repetir, como personagens fictícios, fantasiosos e relacionamentos, sendo o mais importante na realidade é ter a sua história de ficção (espacial ou não) de forma mais simples, e não te carregar com um texto maçante;

Você sabe o que fazer a partir daqui: Deixe seu sonho se aproximar. Deixe-o superar os problemas dos personagens.

Alguns leitores estão sintonizados para buscar falhas e fraquezas em um autor, mas seus corações se derretem em face da força, competência e coragem do autor.

Siga estas sugestões, e os leitores de todos os tipos responderão à altura, e verá que reconhecem o seu trabalho.

Olá, você está gostando do post?

Se possível, faça seus comentários abaixo, será um prazer te ouvir!

Clique aqui para fazer orçamento e publicar sua obra <


Como escrever um livro de comédia – Finalmente

Como escrever um livro de comédia? Diz-se que escrever humor é o tipo mais desafiador de escrever, mas ser capaz de escrever comédia é uma excelente habilidade para adicionar à sua caixa de ferramentas de escrita.

Por que aprender a escrever humor é tão importante?

Há uma série de razões:

1. Humor escrito contém elementos importantes de artesanato

Humor escrito ensina muito sobre habilidades como a estimulação e escolha de palavras, e o que você aprendeu com a escrita humor pode ser aplicado a outras áreas da escrita.

2. Humor ajuda a evitar a monotonia em sua escrita

Resultado de imagem para luis fernando verissimo

A maioria dos livros de qualquer gênero pode se beneficiar de um pouco de humor. Mesmo em situações terríveis, as pessoas brincam umas com as outras ou vêem algo engraçado. Alguns momentos de humor salpicado ao longo de seu romance podem fazer seus personagens e situações parecem mais realistas e aprofundar as conexões de seus leitores com eles.

Você será um escritor melhor em geral, como você irá se tornar mais versátil com diferentes formas. Mesmo se você não precisa de humor em seu projeto atual, você pode precisar no próximo. Você deve desenvolver tantas habilidades quanto possível, porque você nunca saberá quando você poderá precisar trocar de engrenagens, a fim de “perfurar ” uma cena (Entendeu a piada…horrível…).

Olá, você está gostando do post?

Se possível, faça seus comentários abaixo, será um prazer te ouvir!

Clique aqui para fazer orçamento e publicar sua obra <

3. O humor da escrita força a sair da zona de conforto

Você pode pensar que escrever humor vai ser muito fácil ou muito difícil com base em como você percebe ser engraçado. No entanto, incorporar o humor em seu romance não é a mesma coisa que ser espontaneamente engraçado na vida cotidiana.

Se você geralmente pensa de si mesmo como uma pessoa engraçada, pode ser que o humor não venha tão facilmente para você na página como você espera. Se você pensa de si mesmo como alguém para quem o humor não vem naturalmente em situações espontâneas, você precisará estudar a mecânica de construir humor de perto. Você pode simplesmente gastar mais tempo “quebrando” uma piada para entender por que ele funciona.

Para que serve o humor?

A comédia pode ter um número de funções diferentes dentro de um romance:

  •  Ele pode desarmar o leitor e criar um emocionante frisson de incerteza, deixando o leitor despreparado para uma súbita injeção de tensão ou medo.
  • Ele pode ajudá-lo a abordar assuntos mais desconfortáveis, facilitando a discussão de um tema.
  • Ele pode iluminar verdades sobre as pessoas e a vida em geral. Por exemplo, humor pode às vezes ser usado para destacar a disfunção de uma família mais eficazmente do que o drama direto, porque ele pode dar uma imagem mais completa mostrando a luz e escuro simultaneamente
  • O humor pode nos dizer muito sobre personagens e como eles vêem o mundo. O que é engraçado para um personagem pode ser completamente sério e tabu para outro, e por isso é importante saber como escrever um livro nesta área.

Técnicas para escrever ficção mais engraçada

Como escrever um livro com traços cômicos? Bem, se o seu romance não é principalmente cômico, mas você quer injetar alguma comédia, tenha em mente que na vida real, o humor surge naturalmente de situações cotidianas. Enquanto você está escrevendo, fique de olho nas situações que podem dar lugar ao humor. Adicionando em alguns momentos eficazes de humor é também uma questão de conhecer seus personagens bem o suficiente para ter uma noção do que eles poderiam dizer em um determinado momento que seria divertido.

Para escrever melhor ficção cômica

  • Use o seu próprio material. Se você disser algo que os outros acham engraçado, você pode querer anotá-lo e ver se pode usá-lo em algo em que está trabalhando. Esta é uma ótima técnica sobre como escrever um livro.
  • Comece analisando passagens humorísticas que você lê . Pergunte a si mesmo qual é o núcleo do humor que gostou, e em seguida, como o humor é alcançado dentro de você. Conforme você continuar a analisar o humor dos outros, você vai começar a entender melhor como entregar o seu próprio humor ao leitor.
  • Coloque coisas inesperadas. Isso pode ser absurdo ou pode simplesmente produzir um contraste engraçado. Por exemplo, usar um tom elevado e grandioso para descrever um evento como um concurso de comer pizza pode ser engraçado.
  • Use a regra de três. Isso é sobre o ritmo de sua linguagem. A ideia é estabelecer um padrão na mente do leitor e então jogar o padrão fora. Três é usado porque é o número mínimo possível para estabelecer este padrão. Aqui está um exemplo: eu gosto de caminhar naquele parque porque é tão pacífico. Posso ouvir os pássaros, apreciar a paisagem e desfrutar as latas de cerveja esmagada sob os pés. Este exemplo também faz uso de justaposição; O leitor espera um terceiro item que descreve um parque pacífico.
  • Exagere da vida. Histórias verdadeiras são engraçadas. Às vezes elas são um pouco mais engraçados se você socá-las com algum exagero. Preste atenção às situações em torno de você, e pense sobre como eles podem ser para efeito humorístico e como escrever um livro neste formato, ou traços neste formato.

Não abuse do humor

Resultado de imagem para livro sarcasmoSe você já conheceu uma pessoa que nunca poderia parecer séria e estava sempre contando piadas, então isso pode lhe dar algum senso de como você também pode exagerar humor em sua ficção. Mas ao mesmo tempo, você não quer que os aspectos engraçados de seu romance venham a ofuscar seu objetivo principal, não é mesmo?

Mas como escrever um livro mais ácido? Bem, você deve também evitar o humor sarcástico, a menos que você faça uma escolha consciente sobre os riscos. Esteja ciente do efeito que tal abordagem terá sobre a percepção do leitor de um personagem que usa esse tipo de humor.

Finalizando

Escrita de humor é um dos tipos mais difíceis de escrever, e digo para fazer bem feito, mas tem inúmeras funções para além do romance cômico. Pode quebrar ou construir a tensão, desenvolver o caráter ou transformar a maneira que um leitor vê um aspecto do romance. Não há grande mistério para escrever comédia; É simplesmente uma questão de aprender a mecânica de como escrever uma cena engraçada.

Sendo assim, mãos a obra e sucesso em tudo que fizer!

Olá, você está gostando do post?

Se possível, faça seus comentários abaixo, será um prazer te ouvir!

Clique aqui para fazer orçamento e publicar sua obra <


Bônus sobre como escrever um livro

Um vídeo simples sobre como escrever um livro, mas muito bacana de como escrever um livro pode ser visto abaixo. Aliás, pode até parecer simples, mas é bem completo de dicas:

 

Olá, você está gostando do post?

Se possível, faça seus comentários abaixo, será um prazer te ouvir!

Clique aqui para fazer orçamento e publicar sua obra <

Compartilhe agora:
paulo-eugênio.png

“Eu gostei muito da forma como a EducaBooks tratou minha obra, não apenas como um livro, mas construímos todo um projeto especial para lançamento e vendas!”

Compartilhe agora:
Paulo Eugênio
samuel-bonette-1.jpg

“A EducaBooks me permitiu criar um livro sobre meu curso, e assim, posso lançar e distribuir entre meus alunos, realmente foi muito bom!”

Compartilhe agora:
Fábio-Augusto-Mendonça-Vieira.jpg

“Na EducaBooks eu realmente realizei meu sonho e lancei vários e-Books que estão sendo vendidos em várias livrarias!”

Compartilhe agora:
Fone: (51) 2626-3021
Fax: (51) 2626-3021
EducaBooks, Porto Alegre - RS
Rua dos Andradas, Centro Histórico